Invasões nas ondas do rádio

Muito difícil conseguir informações sobre a quantidade e a localização das rádios comunitárias que estão sendo outorgadas a partir dessa semana ao MST (Movimento dos Trabalhadores sem Terra). Com a ausência de personalidade jurídica do movimento, e a falta de transparência nessa distribuição, parece que esse agrado tem um quê de obscuro. Soma-se a isso a presença de ministros e do vice-presidente em eventos do movimento e as declarações recentes de representantes do governo, entre elas a do Alkmin, citando que “no campo há espaços para todos”. Pelo jeito, não será apenas no rádio que teremos muitos ruídos no agro.

Com os membros da CPI do MST já indicados pela oposição, o início iminente dos trabalhos, a ponte entre o Governo e os produtores rurais foi, literalmente, para o brejo. Parece que o executivo não se recorda de que a bancada do agro no congresso reúne mais de 300 representantes, entre deputados e senadores. Será que apelaremos para o agrolão?!   

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.