Moderna, ágil, destravante, plunct plact zuum de reforma tributária… mas e aí? Vai pagar quanto?!

Brasil sendo Brasil, imprensa sendo imprensa… é impressionante a capacidade que nós temos de fazer as coisas pela metade… sextou e a política vinda de Brasília amanhece com sorriso nos lábios: “aprovada em dois turnos a reforma tributária brasileira…”. Entidades aprovam, governadores mandam mensagens no whatsapp de suas bancadas pra dar aquele parabéns, deputados postam no instagram orgulhosos de seus votos… só alegria. Mas as perguntas que ninguém faz, fez, ou parece ter coragem de fazer são BEM SIMPLES: quanto o empresário vai pagar? Quanto o IVA vai impactar no preço, digamos, dos combustíveis? Da energia elétrica? E o SIMPLES? Fica? Sai? Muda? Isso, NINGUÉM sabe… é o Brasil sendo Brasil… comemora-se no início, mas daí pra frente, ninguém discute o que acontece, e nada sai do papel como deveria…

Quer outros exemplos: o subsídio para a indústria automobilística… serviu de nada, a não ser pra transferir dinheiro do tesouro para as montadoras… Quando acabar essa benécie, terão sido 800 milhões de reais… é dinheiro público virando bem privado… e tome veículos poluentes nas ruas… e montadoras seguem dando férias coletivas… Recebem o din din sem nenhuma contrapartida… não precisam garatir empregos, reduzir emissões, nada… é só grana pública pra cá, e 8mil de desconto em carro que custa 80 pra lá… E cadê a imprensa? Caladinha como sempre… Tem ainda as CPI’s que não dão mais Ibope, calote das Americanas virando coisa do passado, dia 8 de janeiro segue na retórica, e o Brasil comemorando a reforma tributária que ninguém sabe quanto vai custar…

“Ser governado é ser guardado à vista, inspecionado, espionado, dirigido, legislado, regulamentado, parqueado, doutrinado, predicado, controlado, calculado, apreciado, censurado, comandado…” Palavras de Pierre Proundhon… que inspiraram o Carimbador Maluco… ou como a maioria conhece, Plunct Plact Zuum… Ah… seria tão bom se o Brasil abrisse mais livros, e passasse a fazer as coisas até o fim…

Mas nada disso importa… importante mesmo é sextar e comemorar a vitória da nova reforma tributária… que ninguém sabe quanto vai pagar.

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.